Santa jabuticaba!


Olá alterados !

Hoje trago a vocês uma história verídica de minha adolescência envolvendo fé, um preá e jabuticabas !Nada do que será escrito aqui foi inventado, por mais extraordinário que pareça. Confiram :


Isto faz uns 12 anos, meu pai havia descoberto a vocação da vida dele: ser pastor evangélico e levar muitas alminhas ao reino dos céus. Se bem ... que ele fez várias tentativas até descobrir a vocação dele ,foi contador, foi eletrotécnico, foi açougueiro, foi representante comercial, foi empresário, foi,  foi ... enfim como todo brasileiro meu pai fez de tudo um pouco para correr atrás da máquina. Mas sem dúvida, ser pastor era algo que o enchia de orgulho, e claro eu e o resto da família por livre e espancada vontade adotamos fé dele .
Havia uma frase que depois de convertido convencido  que ele adorava dizer em todos os momentos , fossem péssimos ou nem tanto, que era : Oh glória, Deus é bom !!! Eu não posso prosseguir sem mencionar ainda o áscuo que ele possuia por secreções nasais e bocais (ranho e baba) ou qualquer outra substância orgânica ou sintética que remetessem àquelas secreções.Bastava ele ver uma criança  como nariz sujou aquela geléia que vinham em potes e toda criança queria ter  e pronto, ele passava mal e tinha ecoantes ânsias de vomito em qualquer lugar o .

Pois bem, na busca de almas para habitar o paraíso, nós conhecemos a Vó Juia (é Júlia, mas nenhum de seus parentes falava corretamente).Esta senhorinha de voz fina  e tranquila ,alugou um "cômodo" lá nos cafundós do judas, que aliás ela morava ao lado, para que ali fossem realizados os cultos da família alterado. No pátio da igrejinha havia uma jabuticabeira onde sempre antes e depois dos cultos, havia mais uma reunião ao redor do tronco da mesma.Era uma festa, a Vó Juia sempre separava uma sacola com as mais bonitas para a nossa família .E meu pai lá : OOOOOH GLÓRIA , DEEEEEUSSSS É BOM !!!!!!!! Isto enchia os olhos da vovó de alegria .Um dia no final do culto, a Vó Juia pediu que no próximo culto , chegassemos um pouco mais cedo , pois ela queria nos oferecer um café colonial !
No dia do esperado café, antes de serví-lo ficamos no pátio da igrejinha conversando com a senhorinha de cabelos brancos, conversa vai conversa bem , oh glória daqui e de lá ... de repente um dos netos da Juia aparece com um bichinho muito engraçadinho no colo e oferecendo o mesmo a todos os presentes. Mais míope que eu, só a minha mãe, que não ligando o nome a pessoa , achou que o bicho moribundo fosse um "ferret"  bem fofinho... pobre mãe , a vovó trouxe a luz que dissipou a nossa ignorância , o gracioso furão importado era na verdade um preá  morto e com mais carrapatos que pêlos.

Chega a hora café , e o peste com aquele preá no colo, ainda. A mesa foi posta com tudo de mais gostoso que a dona da casa se orgulhava em saber fazer. Mas meu pai gostou mesmo foi de uma geléia de jabuticaba  que a cada fatia de pão ele dizia a celebre frase.Chegou uma hora que ele obrigou-se a perguntar como era feito aquela comida do deuses.Com a maior simplicidade do mundo , a gentil senhora disse que a geléia era feito apenas com as mais refinadas cascas da fruta .De casca irmã??? Mas precisa ter muita paciência para retirar casca por casca, e ainda fazer a geléia.Isto é uma benção ! Exclamou o inocente pai deste alterado.
Ledo engano do meu pai, a Vó Juia possuía um método infalível que ela fez questão de confessar com o peito estufado:
- Nãaao , pastor, é num instante que eu faço, essa daí eu fiz ontem.Peguei a criançada ,incluindo o menino do preá desencarnado,e dei uma cumbuca prá cada um ficar embaixo do "pé".Eles comiam a jabuticaba e colocavam a casca na cumbuca, depois peguei tudo e fiz a geléia com bastante açúcar. Nesta hora descobri que uma pessoa pode sim mudar de cor tal qual um camaleão.Meu pai ficou quieto e começou a ficar vermelho, azul, amarelo e por fim branco, mais branco que o leite do café cheio de nata bem gorda. Nós nos olhávamos e observamos a aflição dele em segurar a ânsia de vômito , até que suando ele saiu em disparada para fora da casa e atendeu o que o organismo dele pedia atrás da igrejinha.Nós na mesa ouviamos tudo , haja visto o tamanho proporcional a Vó Juia da sua casa, mas não diziamos um "ai" na mesa.Foram uns 3 minutos de barulhos , já que a praga do menino parou do lado do meu pai vomitando  oferecendo o preá morto a ele.

Conclusão : Oh glória, Deus é bom ,não há dúvidas disso ,  mas tem um senso de humor duvidoso!



1 comentários:

lugirão on 20 setembro, 2009 disse...

Meu Deus, passei mal ... de rir.

Postar um comentário

Faça um alterado feliz, expresse sua opinião... porém:
1º os comentário são moderados (vá que um dia a minha mãe visite o blog e não goste dos elogios dirigidos a ela);

2º não use de miguxês e nem de palavras de baixo calão (até eu tenho limites);
3º faça comentários relacionados ao assunto do post (terra chamando, terra chamando, se situe !);

4º se quiseres trocar experiências pessoais a respeito do tema em questão , sinta-se a vontade ,só não me traga problemas.

 

Seguidores

Conexões

Passaram por aqui

Custom UsuárioCompulsivo
Widget BlogBlogs

ALTERADOS E SEQUELADOS Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran | Featured Post By Free Blogger Template