Blogagem Coletiva :Consumo Consciente-II


O consumo consciente não é uma utopia de lunáticos que ainda não saíram da era hippie .Tudo é uma questão de reeducar-se !
Ah mas a Europa , mas o Bush, mas a Índia, mas o Lula ... chega de "mas",comece por você !
E como começar ?Vou perder minhas comodidades ?Tenho que ir morar no meio do mato ?
Respondo-te que não ... não precisa tanto !Por menor que seja a sua colaboração na preservação do nosso planeta , ele de alguma forma esta agradecido!
Deixo algumas dicas para provar que sim , o consumo consciente não é uma utopia , e sim pode ser a praticado :

Água

Elimine os vazamentos :

Um buraco de 2mm (um pouco maior do que a cabeça de um alfinete) em um cano desperdiça até 3.200 litros de água em um dia. Essa quantidade de água, além de ser um gasto totalmente desnecessário, seria suficiente para suprir as necessidades de água para beber de uma família de 4 pessoas por cerca de um ano e um mês. Em um mês, o desperdício desse pequeno vazamento pode chegar a 96.000 litros, suficientes para suprir as necessidades de água potável dessa família por quase 33 anos.

Para detectar um vazamento em seu encanamento, siga as instruções do Programa de Uso Racional de Água da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp):

Confira o seu relógio de água (hidrômetro)
Deixe os registros na parede abertos, feche bem todas as torneiras, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários. Anote o número que aparece ou marque a posição do ponteiro maior do seu hidrômetro. Depois de uma hora, verifique se o número mudou ou o ponteiro se movimentou. Se isso aconteceu, há algum vazamento em sua casa.

Verifique canos alimentados diretamente pela água da rua
Feche o registro na parede. Abra uma torneira alimentada diretamente pela rede de água (pode ser a do tanque) e espere a água parar de sair. Coloque imediatamente um copo cheio de água na boca da torneira. Caso a torneira sugue a água que está no copo, é sinal que existe vazamento no cano alimentado diretamente pela rede.

Verifique canos alimentados pela caixa d´água
Feche todas as torneiras da casa, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários. Feche bem a torneira de bóia da caixa, impedindo a entrada de água. Marque, na própria caixa, o nível da água e verifique, após uma hora, se ele baixou. Em caso afirmativo, há vazamento na canalização ou nos sanitários alimentados pela caixa d´água.

Verifique reservatórios subterrâneos de edifícios
Feche o registro de saída do reservatório do subsolo e a torneira da bóia. Marque no reservatório o nível da água e, após uma hora, veja se ele baixou. Se isso ocorreu, há vazamento nas paredes do reservatório ou nas tubulações de alimentação do reservatório superior ou na tubulação de limpeza.

Economize no banheiro :
  • As bacias sanitárias com caixa acoplada gastam, em média, 12 litros de água a cada vez que a descarga é acionada. Se você tem em sua casa descargas desse tipo e usa o banheiro cinco vezes por dia, gasta 60 litros de água diariamente.
  • Existe, porém, uma maneira simples de reduzir este gasto, colocando uma garrafa PET (aquelas de refrigerante) de 2 litros, cheia de água, dentro da caixa d´água da bacia. Com isso, você estará economizando 2 litros por descarga, ou 10 litros por dia.
  • Se esta prática for adotada em todos os banheiros da casa em que habita uma família de quatro pessoas, essa economia será de 40 litros por dia. Em um ano, essa água poupada é suficiente para matar a sede de 20 pessoas durante o ano inteiro.
  • E não se esqueça de nunca usar o vaso sanitário como lixeira, pois cada vez que você aciona a descarga para se livrar de papéis ou pontas de cigarro joga fora sem necessidade água limpa e tratada.

Dica: Existem bacias sanitárias mais modernas, com apenas 6 litros de água. Para saber se a sua é desse tipo, basta tentar colocar a garrafa PET dentro. Se não couber, significa que você já está gastando uma quantidade bem menor de água por descarga.


Mangueira não é vassoura :

  • Sabe aquele velho hábito que muita gente ainda mantém: varrer a calçada com água e não com a vassoura.
  • Pois é, se esse é o seu caso, que tal fazer uma conta rápida?
  • Cada vez que a mangueira fica ligada por 15 minutos são perdidos 279 litros de água. Isto significa que, se você lavar a calçada uma vez por semana, mais de 14 mil litros de água vão para o bueiro da rua - por ano.
  • Em 20 anos, esse gasto sobe para mais de 290 mil litros. Quantidade suficiente para suprir as necessidades diárias de água - para beber - de cento e quarenta e cinco mil pessoas.
  • Só lembrando: o desperdício de água não impacta apenas o seu bolso. Quanto mais água tratada for para o ralo, mais o governo terá que investir em novas estações de tratamento. Um dinheiro que, convenhamos, seria melhor empregado em educação e saúde.
  • E olha, para manter a calçada limpa, é suficiente varrê-la. Se for o caso dá para combinar a técnica do pano umedecido com um enxágüe rápido. E aqui é possível usar um balde com água já utilizada na lavagem de roupa, por exemplo.


Alimentos

Produtos regionais são mais gostosos :
  • Dê preferência às comidas típicas e aos ingredientes de sua região, pois estará ajudando a reduzir os custos de transporte para que um produto de outra região chegue até você e evitar as perdas causadas pela manipulação dos alimentos.

Faça o alimentos durarem mais :

  • Verduras e legumes podem ser congelados pelo processo de branqueamento: mergulhe os vegetais em água fervente, espere que a água volte a ferver, retire do fogo e mergulhe imediatamente esses vegetais em uma vasilha de água gelada. Não confunda o branqueamento com preparação definitiva. O vegetal branqueado não está pronto, mas apenas protegido para ser guardado por mais tempo.

Reciclagem

Não jogue fora o lixo que você pode doar :
  • Em vez de jogar roupas, livros, móveis, brinquedos e outras coisas fora, doe estes itens para entidades beneficentes, para lojas de usados como brechós e sebos ou para alguém que você conheça que poderia usá-las.

Evite produtos com muito embalados :
  • Evite comprar produtos “superembalados” e, sempre que possível, prefira os bens não-embalados (como, por exemplo, alimentos frescos). Embalagens do tipo “caixinha-dentro-de-um-saquinho-dentro-da-sacola-dentro-do-sacolão” geram uma quantidade enorme de lixo.
  • Procure comprar produtos em embalagens que tragam quantidades adequadas para sua família. Por exemplo: se a sua família é grande, compre as bebidas nas embalagens maiores; se for pequena, evite as embalagens grandes e, conseqüentemente, o desperdício.
  • Não compre embalagens descartáveis de refrigerantes ou bebidas quando houver a possibilidade de comprá-las em embalagens retornáveis.


Energia


Faça economia com a geladeira :

A geladeira é um dos grandes consumidores de energia elétrica em uma casa, pois fica ligada o tempo todo. Veja como gastar menos:

  • Instale a geladeira e o freezer em local ventilado e longe do fogão. Verifique sempre se a vedação das portas está funcionando bem.Nunca forre as prateleiras da geladeira com plásticos ou vidro, pois dificultam a passagem do ar e provocam aumento no consumo de energia.
  • Procure não abarrotar as prateleiras, deixando espaço entre os alimentos para facilitar a circulação do ar.
  • Não guarde líquidos nem alimentos ainda quentes na geladeira, pois o motor vai ter de trabalhar mais para resfriar o ambiente interno e, conseqüentemente, gastar mais energia.
  • Não deixe a porta da geladeira aberta desnecessariamente nem por muito tempo, pois isso faz com que o frio “escape” e exige mais trabalho do motor para baixar a temperatura interna novamente.
  • Regule o termostato para que esfrie menos no inverno.Quando for viajar e ficar muito tempo fora, esvazie a geladeira e o freezer e desligue-os da tomada.
  • Ao comprar geladeiras e freezers, prefira os que têm o selo Procel, pois são os mais eficientes e consomem menos energia.
Ilumine sua casa sem desperdício :
  • Evite as lâmpadas incandescentes. Elas custam menos, mas são as mais ineficientes. Uma lâmpada fluorescente compacta de 20 W ilumina mais do que uma incandescente de 60 W e pode durar até 10 vezes mais.
  • Não pinte as paredes internas de sua casa com cores escuras, pois elas exigem lâmpadas mais potentes.
  • Evite acender lâmpadas durante o dia. Abra a janela e aproveite ao máximo a luz do dia.
  • Lembre-se sempre de apagar as luzes dos ambientes em que não há ninguém, pois esse é um gasto totalmente desnecessário.
  • Ao comprar lâmpadas, prefira as que têm o selo Procel, pois são mais eficientes e gastam menos energia.

Já perceberam uma coisa ... todas estas dicas no final das contas se revertem em economia para o nosso bolso .Então me diga uma razão para não adotá-las ?

Quer saber mais , então acesse: http://www.akatu.org.br/consumo_consciente/dicas , lá tem muito mais dicas como estas e que o podem sim ser utilizadas.

Quer saber mais ou participar da blogagem coletiva , click no banner lá em cima a direita !



1 comentários:

victor on 17 dezembro, 2008 disse...

Excelente trabalho de respeito ao meio ambiente. Mais pessoas deveriam proceder assim, seria melhor para o planeta e para nós. Abraços

Postar um comentário

Faça um alterado feliz, expresse sua opinião... porém:
1º os comentário são moderados (vá que um dia a minha mãe visite o blog e não goste dos elogios dirigidos a ela);

2º não use de miguxês e nem de palavras de baixo calão (até eu tenho limites);
3º faça comentários relacionados ao assunto do post (terra chamando, terra chamando, se situe !);

4º se quiseres trocar experiências pessoais a respeito do tema em questão , sinta-se a vontade ,só não me traga problemas.

 

Seguidores

Conexões

Passaram por aqui

Custom UsuárioCompulsivo
Widget BlogBlogs

ALTERADOS E SEQUELADOS Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran | Featured Post By Free Blogger Template